Páginas

segunda-feira, 4 de abril de 2011

LQM HOMENAGEIA A MARROM ALCIONE


Com voz inconfundível que representa uma das maiores e legítimas bandeiras do samba romântico, a cantora embala nosso inconsciente amoroso com seu molejo caristmático ao som de suas belas canções. Essa é a maranhense Alcione,um verdadeiro marrom bombom.

Veja mais em sobre ela em:


Nem Morta
Alcione
Composição : Michael Sullivan / Paulo Massadas

Eu só fico em teus braços
Porque não tenho forças
Prá tentar ir a luta
Eu só sigo os teus passos
Pois não sei te deixar
E esse idéia me assusta...
Eu só faço o que mandas
Pelo amor que é cego
Que me castra e domina
Eu só digo o que dizes
Foi assim que aprendi
A ser tua menina...
Prá você falo tudo
No fim de cada noite
Te exponho o meu dia
Mas que tola ironia
Pois você fica mudo
Nesse mundo só teu
Cheio de fantasias...
Eu só deito contigo
Porque quando me abraças
Nada disso me importa
Coração abre a porta
Sempre que eu me pergunto
Quando vou te deixar
Me respondo:
Nem Morta!
Eu só faço o que mandas
Pelo amor que é cego
Que me castra e domina
Eu só digo o que dizes
Foi assim que aprendi
A ser tua menina...
Prá você falo tudo
No fim de cada noite
Te exponho o meu dia
Mas que tola ironia
Pois você fica mudo
Nesse mundo só teu
Cheio de fantasias...
Eu só deito contigo
Porque quando me abraças
Nada disso me importa
Coração abre a porta
Sempre que eu me pergunto
Quando vou te deixar
Me respondo:
Nem Morta!...(2x)



Meu Ébano
Alcione
Composição : Neneo/Paulinho Rezende

É!
Você um negão
De tirar o chapéu
Não posso dar mole
Senão você créu!
Me ganha na manha e baubau
Leva meu coração...
É!
Você é um ébano
Lábios de mel
Um príncipe negro
Feito a pincel
É só melanina
Cheirando à paixão...
É!
Será que eu caí
Na sua rede
Ainda não sei!
Sei não!
Mas tô achando
Que já dancei!
Na tentação da sua cor...
Pois é!
Me pego toda hora
Querendo te ver
Olhando pras estrelas
Pensando em você
Negão, eu tô com medo
Que isso seja amor....
Moleque levado
Sabor de pecado
Menino danado
Fiquei balançada
Confesso
Quase perco a fala
Com seu jeito
De me cortejar
Que nem mestre-sala...
Meu preto retinto
Malandro distinto
Será que é instinto
Mas quando te vejo
Enfeito meu beijo
Retoco o batom
A sensualidade
Da raça é um dom
É você, meu ébano
É tudo de bom!...
(repetir a letra)
Moleque levado
Sabor de pecado
Menino danado
Fiquei balançada
Confesso
Quase perco a fala
Com seu jeito
De me cortejar
Que nem mestre-sala...
Meu preto retinto
Malandro distinto
Será que é instinto
Mas quando te vejo
Enfeito meu beijo
Retoco o batom
A sensualidade
Da raça é um dom
É você, meu ébano
É tudo de bom!...



Garoto Maroto
Alcione

Você faz de conta
Que quer meu perdão
Mas depois apronta
No meu coração...
Desarruma tudo
Fazendo arruaça
Me põe quase louca
De tanta pirraça
Com os carinhos
Que dá sem favor
Tira meu escudo
Me põe indefesa
Me deixa acesa
Com água na boca
Carente de amor...
Garoto Maroto!
Travesso no jeito de amar
Faz de mim
Seu pequeno brinquedo
Querendo brincar
Garoto!
Vem amor!
Vem mostrar o caminho
Da doce ilusão
Só você pode ser
A criança do meu coração
Garoto!
Garoto Maroto!
Travesso no jeito de amar
Faz de mim
Seu pequeno brinquedo
Querendo brincar
Garoto!
Vem amor!
Vem mostrar o caminho
Da doce ilusão
Só você pode ser
A criança do meu coração!
(Repetir a Letra)

Nenhum comentário: