Páginas

sábado, 26 de junho de 2010

Morte de Michael Jackson completa um ano; dia terá tributos pelo mundo

Katherine, mãe do cantor, participa de evento na cidade natal de Michael.
Cemitério em Los Angeles recebe fãs, mas proíbe canto e danças em visita.

Do G1, em São Paulo

Fã observa pôster com imagem do rei do pop em Tóquio, no JapãoFã observa pôster com imagem do rei do pop em
Tóquio, no Japão (Foto: Toru Yamanaka/AFP)

A morte do cantor Michael Jackson completa um ano nesta sexta-feira (25) e os fãs do rei do pop espalhados pelo mundo planejam uma série de eventos em sua homenagem.

A família do astro deve se reunir em sua cidade natal, Gary, em Indiana, para uma vigília à luz de velas. Durante o evento, que conta com a participação de Katherine Jackson, mãe de Michael, será inaugurado um monumento em homenagem ao cantor em frente à casa onde morou.

Álbum de fotos: homenagens pelo mundo

No cemitério Forest Lawn, onde Michael está enterrado em Los Angeles, fãs devem se reunir para lembrar Jackson, mas terão acesso limitado. Não poderão visitar o mausoléu onde está o corpo, e também foram proibidas homenagens que incluam coreografias e canto. Segundo a polícia local, ninguém poderá acampar ou estacionar nas proximidades do cemitério 24 horas antes da abertura dos portões, que deve ocorrer às 13h (horário de Brasília).

Ainda entre as homenagens oficiais, no sábado (26), ocorre o evento "Forever Michael" no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles. A noite conta com a participação do pai do cantor, Joe Jackson, e apresentações de artistas como o grupo de soul Chi-Lites. Os ingressos custam a partir de US$ 150 e parte da renda irá para a Jackson Family Foundation e para outras instituições de caridade.

Independentes
Em Nova York, as comemorações devem se concentrar no Apollo Theater, templo da black music, mas também estão previstos flash mobs de fãs fantasiados como zumbis dançando "Thirller". O reverendo Al Sharpton vai comandar um momento de silêncio durante a hora de morte do cantor, que foi oficialmente declarada às 18h26 de Brasília de 25 de junho de 2009.

Homenagens dançantes devem ocorrem em outros lugares do mundo, inclusive pelos prisioneiros das Filipinas que ficaram famosos em 2007 com seu vídeo de "Thriller" no YouTube. Em Hong Kong, sósias do cantor se apresentaram em um shopping center na quinta-feira (24).

De volta a Los Angeles, uma nova estátua de cera de Jackson foi inaugurada na filial local do museu Madame Tussauds. Desde esta quinta, admiradores do rei do pop também aproveitam a passagem por Los Angeles para visitar a sua estrela na Calçada da Fama, em Hollywood.

Um dia em Neverland - ou quase isso
Na única exposição oficial do mundo sobre Michael Jackson, 50 fãs escolhidos aleatoriamente (um para cada ano do cantor) pagarão US$ 1.000 pela oportunidade de passar a noite dentro da Coleção Neverland, na Tokyo Tower, no Japão. Algumas das roupas, dos móveis e dos troféus que o cantor tinha em seu famoso rancho Neverland Valley, na Califórnia, estão expostos ali desde maio.

Por fim, quem quiser lembrar de Michael pela televisão vai encontrar boas opções pelo fim de semana. Na sexta-feira o canal fechado GNT exibe o documentário "Michael Jackson – Cedo demais para morrer" às 21h, e o Multishow dedica sua faixa de clipes ao cantor, além de inúmeros documentários e reportagens sobre o rei do pop durante o dia, com uma programação que vai das 12h30 às 23h.

No domingo (27) é a vez dos espectadores brasileiros assistirem "This is it", filme que documenta os ensaios para aquela que seria a última turnê de Michael. O filme vai ao ar às 23h.

Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/06/morte-de-michael-jackson-completa-um-ano-dia-tera-tributos-pelo-mundo.html (COM VÍDEO-REPORTAGEM DA TV GLOBO)

Nenhum comentário: