Páginas

sábado, 21 de janeiro de 2012

CARNAVAL DE VERDADE NA BAHIA - ARMANDINHO

Por Manoel Trajano

Hoje acordei nostálgico passando pela Barra e me lembrando dos velhos carnavais,de bons momentos sem testemunhar apertos e brigas na avenida,tomando chuva sem medo de ser assaltado e vivendo uma das melhores épocas momescas de minha vida.Época do "Bota pra ferver" do Asa de Águia,do "maravilhê,maravilhá,é paes mendonça é maravilha" com Daniela Mercury 16 h com uns gatos pingados dançando e admirando a bela baiana! Mas para não dizer que não falei das flores hoje começo um espaço aqui de revitalização do que é bom de verdade e pacifica as avenidas: o verdadeiro carnaval da Bahia e seus responsáveis!

Hoje reverencio este cara que é reconhecidamente um dos melhores guitarristas do mundo.Sim senhor.Não deve nada a Eric Clapton, Mark Knofler, Jim Hendrix,Edgar Scandurra,The Edge! Estou falando de Armando Macedo,o Armandinho,grande músico que teve um início de carreira inesquecível com a banda A COR DO SOM cantando,compondo e tocando com sua forma lendária de conduzir a guitarra.

Seja quando trabalhava ou curtia a festa,o momento mais apoteótico do circuito é quando o Trio Espacial de Armandinho,Dodô e Osmar,ou seja,Armandinho e os Pais do Trio Elétrico,o Trio se referia aos dois últimos mais um que se juntou formando o que deu nome a um dos maiores motivos de alegria e emoção.E ao contrário do que diz Caetano"quem morreu vai atrás do TE,também"!




Zanzibar (As Cores)
A Cor do Som
O azul de Jezebel no céu de Calcutá, feliz constelação
Reluz no corpo dela, Ai tricolor calar !
Az de Maracatu no azul de Zanzibar
Ali meu coração zumbiu no gozo dela
Ai, mina, aperta a minha mão
Alah, meu only you no azul da estrela !
Aliás, bazar da coisa azul, meu only you
É muito mais que o azul de Zanzibar
Paracuru, o azul da estrela, o azul da estrela


quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

CURIOSIDADE

não serem presos,de forma inteligente e profunda :http://www.contrabaixobr.com/t13563-o-bebado-e-a-equilibrista-significado-da-letra

ELIS

Quando ela se foi eu tinha 9 anos de idade e parece que já gostava dela. Minha admiração é tanta que até hoje me emociono quando ouço sua voz,principalmente quando cantava "O bêbado e a equilibrista" que de quebra lembra Carlitos!

É um daqueles talentos que como cometas passam pela Terra de tempo em tempos verbalizar melodias que penetram na alma e nos fazem engrandecer a alma.

Não há muito o que dizer de Elis Regina no seus 30 anos de partida para o plano espiritual.Faço votos de que seu espírito esteja em paz. Aplausos pimentinha!


Manoel Trajano
Um fã

sábado, 14 de janeiro de 2012

DELICIOSAMENTE MINEIRA

Ali
Skank

Ela entrou e eu estava ali
Ou será que fui eu que ali entrei
Sem sequer pedir a menor licença?
Ela de batom caqui
Com os olhos olhava o quê? Eu não sei
Olhos de águas vindas
De outros oceanos
Ela me olhou - Quem?
Quem sabe com ela
Eu teria as tardes
Que sempre me passaram
Como imagens, como invenção!
Se eu não posso ter
Fico imaginando
Eu fico imaginando
Virá com ela que entrega
Virá, sim, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera
Virá, pois ela está ali
Ela amou o que estava ali
Ou será que foi dela o que eu já amei
Como os laços fixos de uma residência?
Ela: Alô!? E eu não reagi
Com os olhos olhava o que eu lembrei
Quando andava indo
Em outra direção
Ela me olhou - Vem!
Quem sabe com ela
Eu veria as tardes
Que sempre me faltaram
Como miragens, como ilusão!
Se eu não posso ver
Fico imaginando
Eu fico imaginando
Virá com ela que entrega
Virá, sim, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera
Virá, pois ela está ali
Ela andou e eu fiquei ali
Ou será que fui eu que dali mudei
Com uns passos mudos
De uma reticência?
Ela me olhou bem
Quem sabe com ela
Eu teria achado
O que sempre me faltava
Cores, colagens, sons, emoção!
Se eu não posso ser
Fico imaginando
Eu fico imaginando
Virá com ela que entrega
Virá, sim, assim virá que eu vi
Virá ou ela me espera
Virá, pois ela está ali

VOTE NA BANDA MADAME PADANG!

http://www.ibahia.com/especiais/veraococacola/votacao

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

ANTOLÓGICA

The Wild Boys
Duran Duran

The wild boys are calling on their way back from the fire
in august moon's surrender to a dust cloud on the rise
wild boys fallen far from glory
reckless and so hungered on the razors edge you trail
because there's murder by the roadside in a sore afraid new world
they tried to break us, looks like they'll try again
Chorus:
Wild boys never lose it
wild boys never chose this way
wild boys never close your eyes
wild boys always shine
You got sirens for a welcome there's bloodstain for your pain
and your telephone been ringing wile you're dancing in the rain
wild boys wonder where is glory
where is all you angels now the figureheads have fell
and lovers war with arrows over secrets they could tell
they tried to tame you looks like they'll try again
(chorus)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

LINDA CANÇÃO

Shy Moon
Caetano Veloso

Shy moon,
Hiding in the haze
I can see your white face
Hope you can hear my tune,
Shy moon
Why didn't you stop her
Don't you know i suffer?
And you'll watch me cry soon,
Shy moon
Glow through the polution
Find me a solution
I'll wait on the high dune,
Shy moon

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

ROMANTISMO PURO

Nossa Canção
Roberto Carlos

Olhe aqui, preste atenção
Essa é a nossa canção
Vou cantá-la seja aonde for
Para nunca esquecer
O nosso amor
Nosso amor!...
Veja bem, foi você
A razão e o porquê
De nascer esta canção assim
Pois você é o amor
Que existe em mim...
Você partiu e me deixou
Nunca mais você voltou
Prá me tirar da solidão
E até você voltar
Meu bem, eu vou cantar
Essa nossa canção...
Veja bem, foi você
A razão e o porquê
De nascer esta canção assim
Pois você é o amor
Que existe em mim...
Você partiu e me deixou
Nunca mais você voltou
Prá me tirar da solidão
E até você voltar
Meu bem, eu vou cantar
Essa nossa canção...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

EDITORIAL

Por Manoel Trajano
Engenheiro Civil,especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural


Atenção aos movimentos. Estamos vivendo uma era de Transição Planetária desde a passagem do grande Mestre Jesus,Governador da Terra em nossa orbe e muito se tem falado nos atos de maldade que vendem notícia na mídia em detrimento dos atos de bondade anônimos e dignificantes. Não é momento para se desesperar e sim de se agarrar na fé em Deus que tudo melhorará,orar e vigiar bastante e compreender os desígnios divinos. Cada ato nosso pelo livre arbítrio fará a diferença na busca da verdadeira felicidade e da paz interior.Àqueles que insistem em se desviar dos ensinamentos do Mestre responderão perante a consciência em forma de dor e sofrimentos futuros. Faça a sua parte.Filtre.Se eduque e eduque. O uso de álcool e demais drogas não preenche os vazios de quem os procura pela sua efemeridade inerente. Jesus capacita os escolhidos, não escolhe os capacitados.Cada pequeno gesto de omissão do bem ou propagação do mal nos atrasará no processo evolutivo e seremos chamados pelo Juízo Final da nossa consciência. No trânsito, nas ruas,no trabalho temos a chance de não devolver o mal com o mal e sim com o bem.Silenciar é a melhor arma contra a agressão.De nada tem de covardia.Amar é o caminho,hoje e sempre.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

QUEM NÃO É UM POUCO?

Maluco Beleza
Raul Seixas

Enquanto você
Se esforça pra ser
Um sujeito normal
E fazer tudo igual...
Eu do meu lado
Aprendendo a ser louco
Maluco total
Na loucura real...
Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez...
Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza...
E esse caminho
Que eu mesmo escolhi
É tão fácil seguir
Por não ter onde ir...
Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez
Eeeeeeeeuu!...
Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez
Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com toda certeza
Maluco, maluco beleza...

SOU SEU FÃ,AMOR!

Fanatismo
Fagner

Minh' alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver
pois que tu és já toda minha vida
Não vejo nada assim enlouquecida...
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história, tantas vezes lida!
"Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina, fala em mim!
E, olhos postos em ti, digo de rastros:
"Ah! podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como um deus: princípio e fim!...
Eu já te falei de tudo, mas tudo isso é pouco,
diante do que sinto.