Páginas

sábado, 21 de janeiro de 2012

CARNAVAL DE VERDADE NA BAHIA - ARMANDINHO

Por Manoel Trajano

Hoje acordei nostálgico passando pela Barra e me lembrando dos velhos carnavais,de bons momentos sem testemunhar apertos e brigas na avenida,tomando chuva sem medo de ser assaltado e vivendo uma das melhores épocas momescas de minha vida.Época do "Bota pra ferver" do Asa de Águia,do "maravilhê,maravilhá,é paes mendonça é maravilha" com Daniela Mercury 16 h com uns gatos pingados dançando e admirando a bela baiana! Mas para não dizer que não falei das flores hoje começo um espaço aqui de revitalização do que é bom de verdade e pacifica as avenidas: o verdadeiro carnaval da Bahia e seus responsáveis!

Hoje reverencio este cara que é reconhecidamente um dos melhores guitarristas do mundo.Sim senhor.Não deve nada a Eric Clapton, Mark Knofler, Jim Hendrix,Edgar Scandurra,The Edge! Estou falando de Armando Macedo,o Armandinho,grande músico que teve um início de carreira inesquecível com a banda A COR DO SOM cantando,compondo e tocando com sua forma lendária de conduzir a guitarra.

Seja quando trabalhava ou curtia a festa,o momento mais apoteótico do circuito é quando o Trio Espacial de Armandinho,Dodô e Osmar,ou seja,Armandinho e os Pais do Trio Elétrico,o Trio se referia aos dois últimos mais um que se juntou formando o que deu nome a um dos maiores motivos de alegria e emoção.E ao contrário do que diz Caetano"quem morreu vai atrás do TE,também"!




Zanzibar (As Cores)
A Cor do Som
O azul de Jezebel no céu de Calcutá, feliz constelação
Reluz no corpo dela, Ai tricolor calar !
Az de Maracatu no azul de Zanzibar
Ali meu coração zumbiu no gozo dela
Ai, mina, aperta a minha mão
Alah, meu only you no azul da estrela !
Aliás, bazar da coisa azul, meu only you
É muito mais que o azul de Zanzibar
Paracuru, o azul da estrela, o azul da estrela


Nenhum comentário: