Páginas

terça-feira, 24 de julho de 2012

TITÃS 30 ANOS DE MUITO ROCK E MOMENTOS INESQUECÍVEIS



Edição do dia 20/07/2012

21/07/2012 01h08 - Atualizado em 21/07/2012 01h08

Titãs comemoram 30 anos de carreira com clássicos e novidades

Tinha tudo para não dar certo, mas 30 anos depois os Titãs comemoram uma carreira brilhante e heróica, que sobreviveu à perda de mais da metade da banda.

Nelson Motta

São Paulo, 1982. Nove jovens músicos se juntam numa banda em que todos cantam, tocam e fazem música num estilo anárquico entre o rock, o punk, o tropicalismo e o brega. Tinha tudo paranão dar certo, mas 30 anos depois, os Titãs comemoram uma carreira brilhante e heróica, que sobreviveu à perda de mais da metade da banda, e segue em frente com seus clássicos e suas novidades.

Ouça os sucessos dos Titãs

Com roupas e cabelos enlouquecidos, os Titãs se uniram ao produtor Liminha e para produzir um dos maiores discos do rock brasileiro: Cabeça Dinossauro, lançando clássicos como Família, Bichos Escrotos e Polícia. Em seguida emplacaram outro sucesso espetacular com Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas, com grandes músicas como Lugar Nenhum, Nomes aos Bois e Go Back.

Vendendo milhões de discos e lotando estádios, os Titãs resolveram mudar tudo. Produziram eles mesmos um disco gravado em casa com a participação de Arnaldo Antunes.

Depois de inúmeros sucessos autorais, os Titãs deram nova virada lançando As Dez Mais. O público adorou.

Em 2001, a perda mais dolorosa, com a morte do guitarrista Marcelo Frommer. A banda balançou, mas não caiu e lançou A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana.

Em seguida, Nando Reis deixou a banda, para se tornar um dos compositores de maior sucesso do pop brasileiro. Há dois anos, Charles Gavin trocou a bateria dos Titãs por sua carreira de pesquisador musical e de apresentador de TV. E a banda foi em frente, em grandes shows com a banda Xutos e Pontapés, os Titãs portugueses.

Heróis da resistência, os Titãs têm uma história de glórias do rock, mas também deram grande contribuição à musica brasileira com as carreiras solo de Arnaldo Antunes e Nando Reis, as atuações de Paulo Miklos como ator de cinema, o sucesso dos romances policiais de Tony Bellotto e os grandes discos da MPB relançados por Charles Gavin e continuam na estrada, refazendo, ao vivo, o clássico Cabeça Dinossauro.


Fonte: http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2012/07/titas-comemoram-30-anos-de-carreira-com-classicos-e-novidades.html

Nenhum comentário: