Páginas

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

REVELAÇÕES - CASO WHITNEY

Qui , 27/12/2012 às 11:31 | Atualizado em: 27/12/2012 às 11:39

Whitney Houston foi assassinada, afirma investigador

Da Redação

 

Cantora foi encontrada morta em banheira no dia 11 de fevereiro de 2012

Um investigador particular chamado Paul Huebl contou à revista "National Enquirer" que, ao contrário da conclusão das investigações feitas em fevereiro deste ano, a cantora Whitney Houston foi assassinada, não vítima de morte acidental em uma banheira. Ele revela que há provas do crime ocorrido no quarto de hotel no qual a cantora estava hospedada, localizado em Beverly Hills, Los Angeles.

Segundo ele, uma câmera gravou a presença de duas pessoas que circulam pelo local e que se misturam com os membros da equipe de Houston. Eles seriam agentes que ligavam a cantora ao traficante, seja levando drogas, seja recebendo o dinheiro do pagamento. E sobre dinheiro, Huebl afirma que Whitney devia cerca de U$1,5 milhão (mais de R$3 milhões) ao chefão do esquema, referente a compras passadas.

Quando a artista foi deixada sozinha em seu quarto, segundo o investigador, esses homens entraram no local e cobraram a tal dívida. Pouco tempo depois, o corpo da cantora estaria na banheira, com o rosto submerso.

"O corpo de Whitney mostra marcas clássicas de autodefesa que foram feitas enquanto ela lutava por sua vida", diz Huebl à publicação.

Resta saber se a polícia reabrirá ou não o caso baseado nas supostas provas do investigador. Whitney Houston morreu no dia 11 de fevereiro, aos 48 anos.

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/chamegente/materias/1475167

Nenhum comentário: