Páginas

segunda-feira, 22 de junho de 2009

HINO DA ETNIA

Eu sou negão
Gerônimo
Composição: Gerônimo
Por: Manoel Andrade/BA


E ai chegaram os negros
Com toda a sua beleza
Com toda a sua cultura
Com toda a sua tradição


E no bum bum bum
bum bum bum
No seu tambor
O seu negão vai tocando assim

Pega a rua Chile
Desce a ladeira
Ta na praça Castro Alves
Ou praça da Sé

Transando o rock
Funk, Samba-reggae e ri
Transando o corpo
A mente

Baby vem kiss me
E na beirada da multidão
Em cima do caminhão
Ele fala:

Todo mundo vai dançar
Todo mundo vai mexer
Comandei o carnaxe:

Eu sou negão
Eu sou negão
Meu coração é a liberdade
É a liberdade

Sou do Curuzu ilê
Sou do Curuzu ilê
Igualdade na cor essa é aminha verdade
Igualdade na cor essa é aminha verdade

Eu sou negão
Eu sou negão
Meu coração é a liberdade
É a liberdade

Ê ikei, ikei
E a má cuchi muita onda
E a má cuchi muita onda

Nenhum comentário: