Páginas

sexta-feira, 29 de junho de 2012

NEGRO À FLOR DA PELE


Brilho de Beleza

Gal Costa

O negro segura a cabeça com a mão e chora
E chora, sentindo a falta do rei
O negro segura a cabeça com a mão e chora
E chora, sentindo a falta do rei

Quando ele explodiu pelo mundo
Ele lançou seu brilho de beleza
Bob Marley pra sempre estará
No coração de toda a raça negra
Quando Bob Marley morreu
Foi aquele chororô na Vila Rosenval
Muzemza trazendo Jamaica
Arrebentando nesse carnaval

Adeus não, me diga até breve
Adeus não, eu sou muzemza do reggae
Adeus não, me diga até breve
Adeus não, eu sou muzemza do reggae

Composição: Negro Tenga
Enviada por Kauêh

Nenhum comentário: