Páginas

quinta-feira, 25 de março de 2010

CONTRA A DISCRIMINAÇÃO ÉTNICA

Eu Não Aguento

Titãs

Eu não agüento, não agüento
Eu não agüento, não agüento
É de noite, é de dia
Mão na cabeça e documento
Eu vou me embora para a ilha, fazer a cabeça
Sob o sol que irradia, queimando em ritual
É na batida do reggae, com o cabelo trançado
Eu tô livre na vida, o que é que há de errado
Com a noite que brilha, o que é que há de errado
Com a noite que brilha?

Nenhum comentário: